Grito dos Excluídos denuncia impactos de privilégios no aumento da violência e desigualdade


Amanhã dia 07 de Setembro, a Avenida Paulista será palco da 24º edição do Grito dos Excluídos, que tradicionalmente ocorre nesta data, em protesto contra a exclusão e pobreza, acentuados desde que o governo Temer tomou a condução do país.   

Dados do IBGE apontam que apenas na Região Metropolitana de São Paulo há cerca de 2 milhões de pessoas desempregadas e milhares sobrevivendo  precariamente em sub empregos e bicos, condições que deve predominar com a aprovação da terceirização irrestrita e fim dos direitos trabalhistas.

O abrupto corte de investimentos sociais adotado pelos governos federal, estadual e municipal tem agravado a situação da classe trabalhadora, que sente na pele os cortes na saúde, educação e nos programas sociais que atenuavam os sintomas da pobreza, levando o país a compor novamente o mapa da fome.

A CMP - Central de Movimentos Populares lidera a organização do Grito dos Excluídos em São Paulo agregando movimentos populares do campo e da cidade, que em 2018 é conduzido pelo lema- Desigualdade gera violência e; basta de privilégios - mote que carrega em seu bojo críticas ao Poder Judiciário e o papel que desempenhou na criminalização da política, perda de direitos da classe trabalhadora e o acirramento das desigualdades e empobrecimento da nossa população.

Na avaliação de Hugo Fanton coordenador da CMP/SP,  o Poder Judiciário tem responsabilidade direta na ruptura da democracia no nosso país, desde o golpe contra Dilma, seguido pela arbitrária prisão do ex- presidente Lula e,  o impedindo de participar das eleições.

A manifestação tem como roteiro concentração na Praça Oswaldo Cruz, a partir das 9h, segue a Avenida Paulista, Avenida Brigadeiro Luiz Antonio e encerra junto ao Monumentos às Bandeiras e terá entre os participantes os candidatos Fernando Haddad ( vice- presidente, da chapa do ex- presidente Lula ) e Luiz Marinho candidato do PT ao governo do Estado de São Paulo.  
 
Mais informações - 
Imprensa- Rosário Mendez - (11) 99757.0725
Hugo Fanton - Coordenador da Central de Movimentos Populares São Paulo (11) 98348.1503

Vídeos